Você está aqui: Página Inicial > Outras Notícias > 2012 > Outubro > Seccional de Rondônia promoverá o 5º Seminário de Estudos Jurídicos da Amazônia Ocidental

Seccional de Rondônia promoverá o 5º Seminário de Estudos Jurídicos da Amazônia Ocidental

publicado 17/10/2012 18h55, última modificação 11/06/2015 17h12

A Justiça Federal de Rondônia realizará, neste final de ano, um dos maiores eventos de exposição e debate de ideias jurídicas do Estado: o 5.º Seminário de Estudos Jurídicos da Amazônia Ocidental (5º Sejao). O seminário ocorrerá nos dias 8 e 9 de novembro, no auditório da seccional.

Seis palestras serão proferidas no auditório do fórum Ministro Jarbas Nobre, com a participação de expositores dos estados de Rondônia, Minas Gerais, Bahia, Amazonas e São Paulo.

As palestras iniciais serão proferidas pelo juiz federal da 16ª Vara da Seção Judiciária de Minas Gerais, Marcelo Dolzany da Costa, sobre o tema “Estratégias de conciliação na Justiça Federal”, e pelo promotor de justiça do Ministério Público do Estado de Rondônia, Pedro Abi-Eçab, com a explanação do tópico “Aplicação do direito fundamental ao meio ambiente e conflitos aparentes de direitos”.

Sob a bandeira do tema geral “Direito em Movimento: novas perspectivas para a atuação do poder judiciário nas sociedades democráticas”, o evento reunirá uma série de outros palestrantes, que virão de vários cantos do país para enriquecer a mostra e o debate de ideias, contribuindo para que sejam um grande painel de análise de temas essenciais à compreensão e domínio da Ciência Jurídica.

As inscrições no 5º Sejao poderão ser feitas de 22 de outubro a 6 de novembro, pelo sítio www.jfro.jus.br ou pelo fax (69) 3211-2423. Os organizadores pedem que os participantes levem dois quilos de alimentos não perecíveis (exceto sal e açúcar), que serão doados a uma instituição beneficente. O 5º Seminário de Estudos Jurídicos da Amazônia Ocidental é promovido pela diretoria do foro da Seção Judiciária de Rondônia, sob a coordenação científica da juíza federal da 3ª vara, Juliana Maria da Paixão. Os participantes receberão certificado expedido pela Justiça Federal.

Fonte: Seção de Comunicação Social/SJRO