Você está aqui: Página Inicial > Outras Notícias > 2012 > Dezembro > Mutirão de audiências resultou em 1.700 sentenças na Subseção Judiciária de Barreiras

Mutirão de audiências resultou em 1.700 sentenças na Subseção Judiciária de Barreiras

publicado 05/12/2012 09h45, última modificação 11/06/2015 17h10

A Subseção Judiciária de Barreiras promoveu, entre os dias 19 e 24/11, o 1º Mutirão de audiências do seu Juizado Especial Federal Adjunto. Durante o período, foram realizadas 1.801 audiências e proferidas cerca de 1.700 sentenças em processos previdenciários contra o INSS.

Como decorrência do esforço concentrado, foram expedidas 859 requisições de pequeno valor (RPVs), totalizando R$ 7.551.132,06 (sete milhões, quinhentos e cinqüenta e um mil, cento e trinta e dois reais e seis centavos).

Na solenidade de abertura, a desembargadora federal Neuza Maria Alves, coordenadora dos Juizados Especiais Federais da 1ª Região, entregou ao Sr. Silvalino Ferreira Barbosa (foto ao lado), primeiro benefício implantado pelo INSS.

Durante o evento, as partes, testemunhas e colaboradores puderam usufruir de serviços médicos e odontológicos, além de exame de glicemia, aferição da pressão arterial e corte de cabelo.

As audiências do mutirão ocorreram no campus da UFBA, no bairro da Prainha e participaram os magistrados Evandro Reimão dos Reis, Fábio Moreira Ramiro, Andréa Márcia Vieira de Almeida, Karin Almeida Weh de Medeiros, Luisa Ferreira Lima, Marla Consuelo Marinho, Manoela de Araújo Rocha e Gustavo Mazzilli, este da Seção Judiciária de Minas Gerais.

Também tiveram atuação no mutirão 23 servidores e seis estagiários da Subseção, três funcionários cedidos pelo Município de Barreiras, seis servidores da sede da Justiça Federal de Salvador, os assessores dos seis juízes além de diversos voluntários estudantes de Direito, Policiais Militares, Bombeiros e militares do Exército.

Foram julgados processos cujas audiências estavam anteriormente designadas para o período compreendido entre setembro/2012 até 2014, o que demonstra o quanto foi importante o mutirão já que houve decisão final sobre ações que, pelos trâmites regulares, só seriam objeto de apreciação em até dois anos.

Os trabalhos foram encerrados no dia 24 de novembro, com a presença do diretor do Foro da Seção Judiciária da Bahia, juiz federal Ávio Novaes.

Ao final, os magistrados, servidores e estagiários da Justiça Federal se confraternizaram com os procuradores e servidores do INSS em um jantar no Hotel Morubixaba, com direito a uma apresentação especial do juiz federal da 1ª Vara da Subseção de Feira de Santana, Fábio Ramiro que surpreendeu a todos cantando. A diretora da Subseção de Barreiras, Rosemari Sabino dos Santos (na foto acima, ao lado da juíza federal Marla Marinho) também cantou, juntamente com o magistrado, para fechar com chave de ouro a confraternização.

A desembargadora federal Neuza Alves parabenizou a toda a equipe da Bahia, na pessoa da juíza federal titular da Subseção de Barreiras, Marla Consuelo Marinho, que tornou viável a execução dos trabalhos e a vitória frente aos desafios. "Sei que não foi fácil, mas entendo que ‘não estamos aqui a passeio’. O simples fato de viver é arriscado! Pode trazer sofrimento, mas é muito bom olhar para trás e concluir que vencemos as etapas e alcançamos os objetivos de forma plena! Crescemos profissionalmente e espiritualmente. Aprendemos tanto, que nem dá para realçar um ou outro aspecto. Foi excelente o mutirão. No conjunto. Leve meu abraço e meu agradecimento a todos e a cada um em particular. Estou orgulhosa de vocês. Agora é seguir em frente, em busca de novos desafios".

Fonte: JFBA